Inspirada pela obra de Mia Couto, principalmente pelos contos do livro Vozes Anoitecidas, "Mia" foi a música escolhida por Thiago Righi para ser o primeiro single de seu novo álbum, Contos Insulares. 

No mesmo sentido da obra de Mia Couto, as composições de Righi indagam sobre e exploram os laços possíveis e as relações existentes entre registros orais, escritos, e, neste caso, sonoros.

"Mia" é também um excelente exemplo do diálogo que a música de Thiago Righi procura estabelecer com a Literatura e o quanto esta influencia e permeia sua obra, seu repertório, sua maneira de conceber e interpretar a música instrumental.

Assim como nos contos de Vozes Anoitecidas, na paisagem sonora de "Mia" há algo de fantasioso, de onírico, de ser um alento e uma voz de esperança frente aos infortúnios, privações e contra-roteiros que a vida nos apresenta.

É uma música de esperança, daqueles e para aqueles que, assim como Jossias (um dos personagens de Vozes Anoitecidas), preferem acreditar no sonho. E em dias melhores!

Ficha Técnica

Thiago Righi – guitarra, composição

Daniel Coelho – contrabaixo

Rodrigo Digão Braz – bateria

 

Produzido por Guilherme Chiappetta 

Direção Musical e Arranjos: Thiago Righi

 

Gravado no Estúdio Ekord (São Paulo-Brasil)

Mixado por Guilherme Chiappetta

Masterizado  por Sébastian Riquelme Pérez

 

Capa: Vitor Iwasso

Vídeo: Samuel Borges

© 2021 -  por Thiago Righi. Todos os direitos reservados.